<META content="MSHTML 6.00.2900.2604" name=GENERATOR><link rel="me" href="https://www.blogger.com/profile/15014862539544910134" /> <link rel="openid.server" href="https://www.blogger.com/openid-server.g" /> <!-- --><style type="text/css">@import url(https://www.blogger.com/static/v1/v-css/navbar/3334278262-classic.css); div.b-mobile {display:none;} </style> </HEAD><BODY><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d7992246326967506893\x26blogName\x3dNa++Cozinha++com++Aninha\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://comaninha.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://comaninha.blogspot.com/\x26vt\x3d360492369704133824', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
segunda-feira, 15 de junho de 2009

 Queridos, devido aos pedidos e sugestoes (oi? que eu me senti querida.), esse blog vai ficar no ar com as receitas ja postadas. Porém não encontrarão receitas novas e/ou respostas aos comentarios e recadinhos.
 Estar "Na Cozinha" é uma grande terapia pra mim, mas infelizmente não estou em condições de continuar blogando.

 Agradeço de coração todos que me acompanharam durante esse 1 ano e meio. Foi uma jornadinha deliciosa e vocês são responsáveis por isso!

Um grande abraco!
 
 
Comentários: 11




Dúvidas em medidas ou ingredientes? Utilize o Glossário de Cozinha.

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Vou encerrar blog.
Este é um espaço que me deu muitas alegrias e no qual deixei muito de mim. Mas chegou a hora do meu último “post”.
As receitas ficarão disponíveis por um mês a partir da data de hoje.
Agradeço aos que me visitaram e que compartilharam comigo a paixão pela culinária.

Á todos, o meu abraço de muito Obrigada!

Aninha


O INACABADO QUE HÁ EM MIM

"Eu me experimento inacabado. Da obra, o rascunho. Do gesto, o que não termina.
Sou como o rio em processo de vir a ser. A confluência de outras águas e o encontro com filhos de outras nascentes o tornam outro. O rio é a mistura de pequenos encontros. Eu sou feito de águas, muitas águas. Também recebo afluentes e com eles me transformo,
O que sai de mim cada vez que amo? O que em mim acontece quando me deparo com a dor que não é minha, mas que pela força do olhar que me fita vem morar em mim? Eu me transformo em outros? Eu vivo para saber. O que do outro recebo leva tempo para ser decifrado. O que sei é que a vida me afeta com seu poder de vivência. Empurra-me para reações inusitadas, tão cheias de sentidos ocultos. Cultivo em mim o acúmulo de muitos mundos.
Por vezes o cansaço me faz querer parar. Sensação de que já vivi mais do que meu coração suporta. Os encontros são muitos; as pessoas também. As chegadas e partidas se misturam e confundem o coração. É nesta hora em que me pego alimentando sonhos de cotidianos estreitos, previsíveis.
Mas quando me enxergo na perspectiva de selar o passaporte e cancelar as saídas, eis que me aproximo de uma tristeza infértil.
Melhor mesmo é continuar na esperança de confluências futuras. Viver para sorver os novos rios que virão.
Eu sou inacabado. Preciso continuar.
Se a mim for concedido o direito de pausas repositoras, então já anuncio que eu continuo na vida. A trama de minha criatividade depende deste contraste, deste inacabado que há em mim. Um dia sou multidão; no outro sou solidão. Não quero ser multidão todo dia. Num dia experimento o frescor da amizade; no outro a febre que me faz querer ser só. Eu sou assim. Sem culpas."

- Padre Fabio de Melo -
 
 
Comentários: 19




Dúvidas em medidas ou ingredientes? Utilize o Glossário de Cozinha.

terça-feira, 7 de abril de 2009
A palavra biscoito, que deriva do latim “bis”: duas vezes, e “coctus”: cozido, designava uma espécie de bolacha de forma achatada, feita de trigo, água e sal, que subs tituia o pão que se comia a bordo dos navios.
Em Portugal, na época dos Descobrimentos, construíam-se as naus no Vale da Telha e, no Vale de Zebro, nos fornos d’El-Rei da Quinta da Machada, fabricava-se o famoso “biscoito” para abastecer as naus que saíam do reino.
Os franceses, ao longo dos séculos, descobriram novas técnicas para a produção de biscoitos e introduziram o açúcar na receita.
A mudança de Cata rina de Médicis para a corte francesa em 1533, acompanhada dos seus confeiteiros florentinos, contribuiu para o desenvolvimento do gosto pela arte da confeitaria, produzindo delicados brioches e o biscoito champanhe. A partir do século 17, a popularidade do biscoito aumentou, principalmente pela sua versatilidade: poderia acompanhar chás e outras bebidas. Na época napoleônica, Carême criou diversas receitas de biscoitos, conhecidas nos dias de hoje como os delicados “petit-fours”.
Muitas foram as contribuições para o desenvolvimento deste produto. Os austríacos contribuíram com a sua habilidade para a doçaria criando muitos biscoitos famosos, como o vienense, uma massa delicada cuja ponta é mergulhada em chocolate; os ingleses com os biscoitos amanteigados e por fim, no século 20, os americanos com os famosos cookies com pedacinhos de chocolate (chips), criados na Toll House Inn em Massachusetts, durante os anos 30.
Na mesa dos brasileiros, os biscoitos ocupam um lugar de destaque e, com o passar do tempo, adquiriram iden ti dade própria, ganhando ingredientes da terra, como a mandioca e o milho, e popularidade, como os famosos biscoitos de polvilho.
Os chamados doces secos, como os sequi lhos e as broas, são biscoitos de origem portuguesa que eram preparados com ovos, açúcar e farinha de trigo. No Brasil, especialmente em Minas Gerais, os se quilhos ganharam man teiga e a farinha de trigo foi substituída por polvilho; já a broa ganhou o fubá de milho para “abrasileirar” o sabor.
Minas, aliás, possui uma forte tradição no preparo e consumo de biscoitos, onde são chamados quitandas, assim como outras comedo rias ligeiras, em sua
maioria nascidas das mãos de pretas velhas quitu teiras e suas habilidosas sinhás. As quitandas mineiras representam um cardápio à parte e constituem toda a sorte de guloseimas, servidas às visitas no lanche da tarde ou no chá da noite, entre elas, é claro, vários tipos de biscoitos.

Fonte: revista Menu


Para uma tarde de neve e temperaturas bellow 32F, casadinhos e chá quente.
Sim, pode acreditar: a saga do frio continua - braba - e meu humor (ou falta dele) ja foi pras cucuias. 
Só me resta adoçar a boca ...


Casadinhos de Penaut Butter












Ingredientes:
- 65g de manteiga sem sal, gelada e picada
- ¼ xícara de açúcar de confeiteiro
- ½ xícara de farinha de trigo
- 2 ½ colheres de chá de amido de milho
- 1 gema
- manteiga de amendoim (Penaut Butter)

Modo de Preparo:
Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Coloque todos os ingredientes numa tigela e amasse com as pontas dos dedos até obter uma massa macia. Pode usar um processador.
Embrulhe em plástico ou filme PVC e leve à geladeira por 30 minutos.
Faça bolinhas – use uma colher chá e coloque-as sobre assadeiras de beiradas baixas forradas com papel manteiga. Aperte as bolinhas levemente com um garfo.
Asse por 7 a 10 minutos ou até que as bases estejam levemente assadas.
Deixe esfriar nas assadeiras.
Faça “sanduíchinhos”, juntando dois biscoitos e recheando-os com a manteiga de amendoim. 
Barre os biscoitos ja recheados em acucar.

*Dica:
- Pode fazer a massa de chocolate acrescentando 1 colher de sopa de cacau em pó. Neste caso o recheio pode ser de Nutella ou Ganache. 
- Se quiser biscoitinhos mais delicados (para pessoinhas menos famintas que eu), faça bolinhas de massa bem pequenas.

Marcadores: , ,

 
 
Comentários: 6




Dúvidas em medidas ou ingredientes? Utilize o Glossário de Cozinha.

segunda-feira, 30 de março de 2009
Panqueca é um tipo de massa frita em pouco óleo sobre uma chapa ou frigideira quente, feita basicamente com ovos, farinha e leite. Existem muitas variações regionais de panquecas, algumas contendo fermento ou outros ingredientes.
As panquecas estilo americano levam geralmente chocolate ou mel como molho, acrescentando um sabor especial e doce às panquecas, ou American Pancakes, como são chamadas nos Estados Unidos. Nos Estados Unidos e Canadá o xarope de bordo é o complemento mais frequentemente utilizado.
Na maioria dos países da América do Sul e Central, as panquecas são um prato totalmente diferentes das panquecas americanas. Elas são salgadas e, embora também levem o ovo como ingrediente principal, são enroladas e servidas com recheio de carne ou frango. Outra diferença é que vão à mesa no almoço, e não do café-da-manhã.

Fonte: wikipedia.org


Uma das coisas mais gostosas de um final de semana é estar à mesa em família para um belo café-da-manhã. Pena que este habito tão saudável está cada vez mais escasso. Hoje são poucas as casas em que as pessoas se reúnem em volta da mesa, com uma boa comidinha no meio. Que seja para falar de como foi o dia, da semana que passou, de planos, do que for, aqui em casa nós tentamos - e conseguimos, na maior parte dos dias,  jantar juntos. Já o café-da-manhã, no capricho, fica pros finais de semana.
E nosso sábado comecou bem gostoso, com panquecas quentinhas e perfumadas.


Panquecas de Canela












Ingredientes:
- 140g de farinha de trigo
- 1 colher de chá de fermento em pó
- ¼ colher de chá de sal
- 1 colher de sopa de açúcar
- 1 colher de chá de canela
- 240ml de leite (pode usar leite semi-desnatado)
- 1 ovo ligeiramente batido
- 1 colher de sopa de manteiga derretida 

Modo de Preparo:
Peneire a farinha e o fermento em uma tigela média, junte a canela, o sal e o açúcar.
Em uma outra tigelinha, misture bem o ovo, o leite e a manteiga. Despeje os ingredientes líquidos nos secos e mexa bem. A mistura vai ficar com algumas pelotinhas.
Aqueça uma frigideira anti-aderente levemente untada em fogo médio/alto.
Despeje porções de massa na frigideira usando uma colher medida. Usei minha concha pequena. Deixe fritar. 
Quando as bordas estiverem secas e bolhas se formarem na superfície da panquecas, vire-as e deixe dourar o outro lado.
Sirva imediatamente com maple syrup ou mel.

*Dica: 
- Se quiser uma panqueca ainda mais fofinha, pode bater a clara em neve e acrescenta-la por ultimo a massa, apenas misturando delicadamente com uma colher.
- Pode variar a quantidade de canela a seu gosto.

Marcadores: ,

 
 
Comentários: 3




Dúvidas em medidas ou ingredientes? Utilize o Glossário de Cozinha.

terça-feira, 10 de março de 2009

Esse selo de qualidade é 100% garantido com respeito e admiração.

Melhor que bolo de laranja em dia de chuva é receber carinho. E não é que hoje a Rebeca do delicioso Nectar da Flor me presenteou com este lindo mimo. 
Uma graça, né? Eu adorei!
Rebeca, muito obrigada pelo selinho, é sempre gostoso ser lembrada!

Existem tres regras a serem cumpridas:
- Aceitar e exibir o selo de Qualidade
- Linkar o blog que recebeu o selo
- Escolher ate 15 blogs para repassar o selo

Desta vez quero repassar o premio aos blogs "fora da cozinha". E os indicados são:



Marcadores:

 
 
Comentários: 6




Dúvidas em medidas ou ingredientes? Utilize o Glossário de Cozinha.

Sem dúvida, um dos mais úteis eletrodomésticos é o liquidificador. Antes de sua criação, era muito difícil e trabalhoso cortar alimentos em minúsculos pedaços e misturá-los com relativa perfeição.
Os primeiros liquidificadores surgiram em 1904, nos Estados Unidos. O modelo era uma espécie de liquidificador misturado com batedeira. O mesmo continha um motor elétrico movido à correia de transmissão, tendo sido usado principalmente na mistura de substâncias químicas e na fabricação de milk-shakes. Em 1910, surgiram os primeiros liquidificadores para uso doméstico.
Toda a inconveniência de ter um enorme motor acoplado a uma pequena peça acabou em 1931, quando o primeiro liquidificador com motor próprio - e muito menor - foi fabricado e comercializado em Chicago, nos EUA.
Transformar a consistência dos alimentos‚ triturar ingredientes sólidos‚ homogeneizar alimentos pastosos‚ misturar líquidos e combinar diferentes consistências. É isso o que as lâminas do liquidificador‚ localizadas no fundo dos copos, são capazes de fazer‚ girando a velocidades entre 8000 e 12000 rotações por minuto. Assim‚ coisas que antes demoravam horas‚ hoje‚ graças ao liquidificador‚ podem ser liquidadas em poucos segundos.

Fonte: www.historiadetudo.com, www.rosarsg.vilabol.uol.com.br


Manhã chuvosa, cinza... nada mais pede um bolinho com chá quente como um dia assim.
Aí vai a receita de um bolo de liquidificador que fica pronto rapidinho. O sabor da laranja e do glacê tornam-o ainda mais especial.

Bolo de Laranja











Ingredientes:
- 3 ovos
- 1/2 xícara de suco de laranja
- 1/2 xícara de óleo (menos um dedo)
- 1 1/2 xícara de açúcar
- 1/2 xícara de amido de milho
- 1 1/3 xícara de farinha de trigo
- 1 colher de sopa de fermento em pó

Para o Glacê:
- 1 xícara de suco de laranja
- 1 xícara de açúcar

Modo de Preparo:
Misturar a farinha e o fermeto em uma tigela e reservar. Bater os ovos com o açúcar, o suco e o óleo no liquidificador. Acrescentar lentamente o amido de milho. Despejar esta mistura sobre a farinha reservada e misturar bem com uma colher de pau.
Untar uma forma média com óleo e levar ao forno médio pre-aquecido 180C por 25 a 30 minutos.
Glacê:
Prepare o glacê misturando o açúcar ao suco de laranja até dissolver bem.
Despeje sobre o bolo ainda morno.
Á pedido do Felipe, apenas polvilhei o bolo com açúcar de confeiteiro. Mas com o glacê fica ainda mais gostoso.
* Dica:
- Pode ser assado no microondas: 10 minutos em potência média.
- Eu gosto de diminuir um dedo da xícara do amido de milho.

Marcadores: ,

 
 
Comentários: 7




Dúvidas em medidas ou ingredientes? Utilize o Glossário de Cozinha.

domingo, 8 de março de 2009

Recebi esse selinho da querida Rebeca . E não poderia vir em melhor momento
Repasso a todas as mulheres e para os que amam a alma feminina.

Marcadores:

 
 
Comentários: 4




Dúvidas em medidas ou ingredientes? Utilize o Glossário de Cozinha.

terça-feira, 3 de março de 2009
Feijão: como escolher, conservar e usar
Há muitos tipos de feijão, de formatos, cores e sabores diferentes. Os mais comuns são o mulatinho, rosinha, jalo, preto, branco, carioca, fradinho (ou feijão-de-corda). 
Ao comprar feijão procure por grãos brilhantes com “olho” branco. Grãos opacos e pacotes “enfumaçados” ou turvos indicam a proliferação de fungos. Olhos amarelados indicam que o feijão está velho.
Ao escolher o feijão, descarte os grãos com o “olho” escuro, os furados (os furos são feitos por larvas de insetos), os quebrados e os que estiverem com a casca danificada (a falta de casca favorece a contaminação dos grãos).
Por ser uma leguminosa seca, o feijão precisa ser hidratado antes de ser usado. O feijão novo em poucas horas está pronto para ser cozido, enquanto o mais velho precisa ficar de 5 a 7 horas de molho. Coloque o feijão de molho em água fria (temperatura ambiente), em um recipiente coberto para evitar que insetos ponham ovos na água. A água do molho feito dessa maneira deve ser descartada (jogada fora) e não deve ser aproveitada para o cozimento. Lave os grão em água corrente, com o auxílio de um escorredor de arroz, antes de levá-lo para a panela.
O tempo de cocção varia de acordo com o tipo de feijão e a idade do grão. O feijão pode ser cozido em panela comum, mas esse processo demora cerca de 2 a 3 vezes mais do que na panela de pressão. Além disso, o feijão feito em panela comum tende a ficar “arenoso” por dentro e desmanchado por fora, o que resulta em aparência e textura desagradáveis. O cozimento do grão na panela de pressão é muito mais uniforme. 
Cozinhe o feijão sempre acompanhado de 1 ou 2 folhas de louro. O louro, além de funcionar como tempero, ainda tem propriedades digestivas.
O feijão só deve ser consumido cozido, pois o feijão cru é tóxico para o organismo.
Além da maneira clássica de se cozinhar o feijão, pode-se preparar uma infinidade de pratos com ele, tais como: cozidos, virados e sopas.

Fonte: http://comendobem.wordpress.com
/


Mais uma da série Sopinhas... porque o frio nao dá trégua, em pleno março. Simples assim!

Sopa de Feijão











Ingredientes:
- 3 xícaras de feijão cozido (pode usar feijaoja temperado) 
- 1 batata média cortada em cubinhos (usei tres pequenas)
- 3 xícaras de água
- 2 tomates picados (com pele e semente)
- Sal, folha de louro e pimenta do reino a gosto (eu coloco pouco sal e acrescento um caldo de carne ou de bacon).

Modo de Preparo:
Bater o feijão, a água e o tomate no liquidificador. Colocar o feijão batido e a batata em uma panela para cozinhar, até amaciar a batata. Use fogo baixo. Se ficar muito grosso, acrescentar mais água. Corrijir o tempero, se necessário. 
Salpicar com pimenta do reino e cebolinha verde a gosto.
Servir com fatias de pao italiano ou torradas.

Marcadores: ,

 
 
Comentários: 10




Dúvidas em medidas ou ingredientes? Utilize o Glossário de Cozinha.

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009
Um grão antigo maravilhosamente nutritivo com um profundo sabor a noz, a cevada é uma prima do trigo que recebeu recentemente reconhecimento mundial. Produtos de cevada podem ser encontrados na sua loja local de produtos naturais durante todo o ano. È um primo distante do trigo e, embora possa ser usado em muitas das mesmas maneiras do trigo, como pão e massas, não causa sensibilidade em muitas pessoas que são intolerantes ao trigo. Para além da farinha de cevada, a cevada também se apresenta na sua forma de grão integral (muitas vezes referida como grão de cevada) que podem ser preparadas e saboreadas como o arroz.
Benefícios para a Saúde:
● Facilita a Digestão
● Afecções Digestivas
● Excesso de Colesterol
● Diabetes
● Afecções do Cólon (incluindo o cancro)


Fonte: www.alimentacaosa
udav
el.org


Inverno pede aconchego, casacões, cachecóis, botas, lareira, boa companhia e uma bela sopinha. A combinação é perfeita para se aquecer numa noite gelada.
Esta eu aprendi com a Claudia do Magias e coloquei logo em pratica. Afinal, nada melhor do que compartilhar uma refeição saudável e nutritiva junto com as pessoas que amamos.

Sopa de Cevada e Legumes













Ingredientes:
- Cebola picada a gosto
- 3 batatas médias em cubos
- 3 cenouras médias em cubos
- Sal e pimenta a gosto
- 2 xícaras de caldo de frango
- 4 xícaras de água
- 1/2 xícara de cevada de cozimento rápido
- Folhas de espinafre a gosto

Modo de Preparo:
Fritar a cebola em um pouco de óleo, em fogo médio, até dourar. Colocar a batata e a cenoura, temperar a gosto e deixar refogar por alguns minutos. Colocar o caldo de frango, a água e a cevada e msiturar bem. Baixar o fogo e deixar cozinhar de 20 a 30 minutos. Apagar o fogo, retificar o tempero e acrescentar o espinafre. Servir em seguida.

Marcadores: ,

 
 
Comentários: 2




Dúvidas em medidas ou ingredientes? Utilize o Glossário de Cozinha.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009
Tomilho é uma planta de pequeno porte, medindo no máximo 25 cm. Suas folhas são pequenas, estreitas e ovaladas, exibindo, geralmente, um verde-cinzento-opaco. Floresce em terra ensolarada. Para uso imediato, suas folhas podem ser colhidas durante todo o verão. Para secá-las, um pouco antes do desabrochar das flores, cortam-se as hastes, que são postas a secar em pequenos maços.
Existem mais de 100 variedades de tomilho, mas na culinária somente 3 espécies são utilizadas: tomilho-limão, tomilho de jardim e tomilho-alcarávia. Estes 3 conseguem temperar muito bem diversos tipos de preparo, inclusive doces. O tomilho-limão (Thymus citridorus) tem um perfume ligeiramente alimoado e é melhor se utilizado fresco. Pode ser usado para perfumar biscoitos, pães e muffins, assim como em pratos salgados a base de peixe e frango.

Fonte: essenciadosabor.blogspot.com, www.tutomania.com.b
r



Mais uma sugestão com o nutritivo e versátil frango.
É uma receita muito simples de preparar, mas que achei digna de partilhar aqui, pois a combinacao de ingredientes fica deliciosa e o uso do tomilho da um toque especial à calda.

Frango Abafado











Ingredientes:
- 4 ou 5 filés de frango
- 1 xícara de caldo de galinha dissolvido
- 1 xícara de pimentões picadinhos
- ½ xícara de cenoura picadinha
- ½ colher cha de tomilho seco
- 1 cebola grande picadinha
- 1 folha de louro
- 6 grãos de pimenta-do-reino
- sal

Modo de Preparo:
Arrumar os filés em uma só camada em uma panela. Juntar o caldo e água o suficiente para cobri-los. Adicionar os demais ingredientes e tampe. Levar ao fogo para ferver. Diminuir a chama ao mínimo e cozinhar por 10 minutos. 
Retirar do fogo e manter a panela tampada até o momento de servir.
* Dica:
Caso deseje, pode substituir a agua para dissolver o caldo de galinha por vinho branco. Foi o que eu fiz.

Marcadores: , ,

 
 
Comentários: 2




Dúvidas em medidas ou ingredientes? Utilize o Glossário de Cozinha.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009
A doce Rebeca me presenteou com o selinho:



Obrigada, menina apaixonada e apaixonante.

1. Exiba a imagem do selo “Olha que Maneiro!” que você acabou de ganhar.

2. Poste o link do blog que te indicou.

3. Indique 10 blogs de sua preferência.

4. Avise seus indicados (não esquecer).

5. Publique todas essas regras.

6. Confira se os blogs indicados repassaram o selo e as regras.

7. Envie sua foto ou de um amigo para olhaquemaneiro@gmail.com junto com o link dos 10 blogs indicados para verificação. Caso os blogs tenham passado o selo e essas regras corretamente, dentro de alguns dias você receberá uma caricatura em P&B.

E o selinho vai para...

Marcadores:

 
 
Comentários: 6




Dúvidas em medidas ou ingredientes? Utilize o Glossário de Cozinha.

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009
Quando se pensa em alimentação saudável a primeira que pensamos em cortar são os hamburgueres, mas mesmo eles podem ser mais saudáveis e leves.
Para isso compre 500g de carne moída fresca e sem gordura. Mesmo a carne sem gordura aparente tem um pouco de gordura.
Além da carne separe:
- 1 cebola grande
- sal e cheiro verde
- 1 xícara de farelo de trigo
- 1 ovo 
Pique bem fininho a cebola e o cheiro verde. Misture bem todos os ingredientes com a mão.
Quando estiver uma massa homogênea, faça bolinhas, todas mais ou menos do mesmo tamanho.Amasse as bolinhas e terá o hambúrguer.
Asse em grill, 5 minutos de cada lado e sirva com o pão da sua preferência e salada.
O sabor e a crocância são os mesmos do hamburguer frito, só que muito mais saudável.

Fonte: gororobasdobrasil.blogspot.com



Dodói é dodói porque dá dó e dói. Quem tem sabe como é!  E se a coisa é com nossos filhos, dói ainda mais... só paparicando a cria pra aliviar. Muito trabalho? Não, muito amor!
E o lanchinho abaixo vai pro Felipe que esta se recuperando de uma fratura exposta no dedao.  

Hamburguer de Forno













Ingredientes:
- 1 xícara de farinha de trigo
- 1 colher de sopa de açúcar
- 1 xícara de leite morno
- 1 tablete de fermento fresco de 15 gr
Misture o fermento com o açúcar até que fique líquido. Junte o leite morno e a farinha. Deixe descansar 20 minutos.
À parte misture:
- 3 xícaras de farinha de trigo
- 1 ovo
- 1colher de chá de sal
- 1/2 xícara de manteiga em temperatura ambiente
- 1/2 xícara de leite

Modo de Preparo:
Misture os ingredientes secos em primeiro lugar. Depois abra um espaço no centro e coloque a fermentação e os outros ingredientes. Misture tudo e sove a massa mais um pouco, até que esta fique bem lisa. 
Polvilhe a mesa com farinha e estique com o rolo. Corte no tamanho desejado.
Recheie a massa com o hambúrguer cru, tomate fatiado bem fino, mussarela e bacon frito. Cubra com a outra parte e aperte bem para que não abra durante o cozimento. Deixe crescer mais uns 15 minutos.
Pincele com gema e polvilhe gergelim. Leve ao forno médio, pré aquecido até dourar bem.

Marcadores: ,

 
 
Comentários: 6




Dúvidas em medidas ou ingredientes? Utilize o Glossário de Cozinha.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009
A Vicky do bacanerrimo blog "Vicky Mundo Afora"  me presenteou com o Prêmio Dardos.
Fiquei super feliz e agradeço a ela com carinho não só pela indicacao, mas tambem pelas visitas a Cozinha.

Os selos são uma forma de divulgação e fortalecimento do vínculo entre os blogueiros. Vamos difundir essa gentileza!

Selo Premio Dardos


Esse prêmio visa "reconhecer os valores que cada blogueiro mostra a cada dia, seu empenho por transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc. Em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, 
entre suas palavras".

O premiado deve seguir as seguintes instruções:

- Exibir a imagem do selo em seu blog

- Linkar o blog pelo qual você recebeu a indicação

- Escolher outros 5 blogs a quem entregar o Selo Prêmio Dardos

- Avisar aos escolhidos


E aqui vai a minha lista - extensiva (e estendida) a ambos selinhos:








Os mesmos blogs indico para receberem o Selo 
Gentileza gera Gentileza. 
Se gostarem, passem adiante, por favor.

Gentileza Gera Gentileza


Onde encontrar o código da imagem: downloads">http://www.gentileza.net/ > downloads.

Marcadores: ,

 
 
Comentários: 5




Dúvidas em medidas ou ingredientes? Utilize o Glossário de Cozinha.

sábado, 24 de janeiro de 2009
Pita (khubz adi em árabe) ou pão sírio é um pão de trigo usado no Oriente Médio para a alimentação com as mãos. Serve para levar os legumes, saladas, pastas, carne e falafel à boca. O pão é também usado para sandes como o döner kebab. O pão é assada no forno por alguns segundos em calor de 400°C.
No Brasil, o pão sírio foi trazido no início do século 20 pelos imigrantes sírio-libaneses, é a base da receita do beirute: pão sírio, rosbife ou lagarto fatiado, queijo, alface, rodelas de tomate e um ovo frito.


Fonte: www.wikipedia.org


Ha quem diga que o pao sirio é sem graca. Discordo. O pita é o tipo de pão que combina com tudo. Seu formato peculiar facilita a colocação do recheio sendo perfeito para a elaboração de sanduíches
Seja com manteiga,  recheadinho, acompanhado de tabule ou ainda como base para uma pizza rapida, aqui em casa ele faz o maior sucesso.

Pao Sirio



























Ingredientes:
- 4 xícaras de farinha de trigo
- 1/2 colher sopa de fermento biológico seco
- 1/2 xícara de água morna
- 1/2 xicara de leite
- 1/2 colher de sopa de açúcar
- 1/2 colher de sopa de sal
- 1 ovo
- 1 colher de sopa de óleo

Modo de Preparo:
Misture o fermento com a agua morna ate disssolver. Acrescente o acucar e 1 xicara de farinha de trigo para fazer uma esponjinha e deixe descansar por 15 minutos.
Após esse descanso misture o restante dos ingredientes e faça uma massa bem macia.
Depois da massa pronta, faça os modelos em bolinhas de aproximadamente 70 g cada uma.
Coloque em forma ou em cima da mesa e cubra com um pano durante 15 minutos.
Abra a massa em uma superficie enfarinhada formando discos e coloque-os em uma forma tambem enfarinhada. Deixe a massa crescer novamente por 10 minutos.
Leve para assar em forno pré-aquecido a 180ºC até ele estufar e ficar dourado de ambos os lados. Tome o cuidado de nao deixar assar por muito tempo.
 

Marcadores:

 
 
Comentários: 4




Dúvidas em medidas ou ingredientes? Utilize o Glossário de Cozinha.

sábado, 17 de janeiro de 2009
Os milagres do Vinagre
O vinagre provém da fermentação de uma bebida alcoólica e, quase sempre, o vinagre mais indicado é feito da cidra (maçã) ou do vinho. Nela, o álcool mistura-se ao oxigénio contido no ar para desaparecer e se transformar em ácido acético e água. Muito simples de ser preparado, o vinagre é, entre outras coisas, dotado de uma vasta gama de vitaminas, minerais, aminoácidos essenciais e várias enzimas.
Os poderes curativos e profiláticos provenientes do uso do vinagre vêm desde os tempos mais remotos até ao reconhecimento científicos dos nossos dias.
Os benefícios atribuídos ao vinagre são quase miraculosos, para a saúde, quando provém do vinagre de cidra. Ele contém mais de trinta elementos nutritivos importantes, uma dúzia de minerais, de vitaminas, de ácidos essenciais e várias enzimas como a pectina, boa para o coração. Igualmente encontra-se ferro, vitamina B12, ácido fólico ( bom no combate à anemia) e cálcio.Essas qualidades anticépticas (ele mata os micróbios) e antibióticas.Contém bactérias que são "inimigos" de micro-organismos infecciosos e que estão provadas. Os cientistas não conseguem ainda explicar todos os seus efeitos e aplicações. Os tipos de vinagre são tão variados quanto as espécies de maçãs; mas uma coisa é certa: quanto mais natural for o produto, mais essas qualidades serão reforçadas. Um teste muito simples para isso: se não houver nenhum depósito no fundo da garrafa é sinal de que ele foi muito filtrado; senão, com o depósito quieto do fundo da garrafa você pode preparar o melhor dos vinagretes (tipo de molho).

Fonte: http://topazio1950.blogs.sapo.pt/100670.html



sensação térmica de -27C
uiuiui :o

Definitivamente, nao da pra ficar zanzando por aqui, mas tambem ninguem merece reclusao total. Entao a turma resolveu promover uns almocos semanais, em casa, of course.
Desta vez foi na casa da Lu e eu fiquei de levar arroz e uma saladinha.
"Minha" escolha foi bastante influenciada pelo marido que adora um vinagre balsamico ou de vinho tinto o que nao deixa de ser uma boa opcao para variar a saladinha do dia-a-dia.

Salada de Legumes ao Molho de Vinagre











Ingredientes:
- 2 xícaras de chá de batata cozida (porem firme)
- 4 cenouras pequenas cozidas e cortadas em rodelas
- 2 xícaras de chá de brócolis cozido
- 3 xícaras de alface cortado em pedacos medios (rasgue -os com os dedos)

Molho
- 2 tomates pequenos sem pele e sem sementes cortados em cubinhos
- 4 colheres de sopa de pepino sem casca cortado em cubinhos
- 2 colheres de sopa de azeitonas pretas picadinhas
- 2 colheres de sobremesa de catchup
- 3 colheres de sopa de azeite
- 1 colher de sopa de vinagre de vinho tinto
- 1 colher de sopa de manjericão seco picadinho
- 4 colheres de sopa de água
- sal a gosto

Modo de preparo:
Lave bem os vegetais e reserve. Cozinhe o brocolis e a cenoura ao vapor para que mantenham os nutrientes e a cor. Pique a batata ja cozida em cubos.Quando cortadas com a faca, as alfaces perdem muito do seu valor nutritivo. Por este motivo rasgue-as com as mãos.
Arrume os vegetais em uma travessa, com a alface em volta. 
Misture os ingredientes do molho, deixando o pepino e o tomate por ultimo. Regue a salada na hora de servir.

Marcadores: ,

 
 
Comentários: 3




Dúvidas em medidas ou ingredientes? Utilize o Glossário de Cozinha.